terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Não te amo mais / Eu te amo



Não te amo mais
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis
Tenho certeza que
Nada foi em vão
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada
Não poderia dizer mais que
Alimento um grande amor
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
Eu te amo!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais...


  Clarice Lispector


(Recite o poema na ordem inversa, ou seja, de baixo para cima e verá uma nova interpretação.)

Este poema mostra que as coisas são como as vemos, as interpretamos, às vezes só enxergamos o que queremos. Tudo é um modo de interpretação, ao lermos o poema de cima para baixo temos uma pessoa que não sente mais amor em relação à outra, entretanto ao lermos de baixo para cima interpretamos um amor que ainda existe, é alimentado e cresce a cada dia.
Depende somente do que cada um quer enxergar.


Tamires Jacinto

7 comentários:

A menina dona do diário disse...

É gostoso ler suas postagens... pena que não escreve com frequencia. Parabéns por mais essa construção de pensamento.

te adoro

Tamires disse...

=D
Valeu, Dani.
Também adoro você.

Gil Façanha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gil Façanha disse...

Oi linda!! No dia em que li esse poema de Clarice, eu fiz um poema no mesmo estilo, e que está publicado em um blog pessoal que tenho. vou deixar o link aqui pra vc ir lá, e dá uma conferida. Bjs e obrigada pelo carinho. Volte sempre ao nosso lar.

http://publicandosentimentos.blogspot.com/2010/08/bem-me-quer-mal-me-quer.html

Tamires disse...

Obrigada pela visita.
Volte sempre!
Vou conferir.
;D

regyninha_14 disse...

NOSSO FICO LINDO MIGA OARABENS

Anônimo disse...

A verdadeira tradução dos vários sentimentos que podem existir entre duas pessoas.

Postar um comentário