sábado, 12 de fevereiro de 2011

Ah, o amor!



Ah, o amor! 
Sentimento sublime, nobre, singelo, íntegro... 
Transforma o ser humano, acontece inesperadamente, 
faz pessoas falarem bobagens, dizerem coisas sem sentido, 
que apenas quem ama é capaz de compreender.
O amor não encontra-se em livros ou enciclopédias, 
apenas quem sente é capaz de decifrá-lo, não explicá-lo, 
simplesmente decifrá-lo,
pois ao tentar explicar tal sentimento de pura integridade 
ocorre uma restrição em sua essência.
O verdadeiro amor é como uma "magia", um "encanto", 
melhor ainda quando é recíproco, sentimento que nunca possui certeza, 
é a maior contingência que pode haver entre duas pessoas.

Tamires Jacinto

5 comentários:

A menina dona do diário disse...

Que escrito rico, rico em delicadas e perfeitas palavras, rico em sentimento, em encanto.

"Ah, o amor!
Sentimento sublime, nobre, singelo, íntegro... "
*-* Lindo

Amor, é simplesmente amar...

ㅤ Lucas Almeida. disse...

#atéquefimumpost

hihi, amei, ameei *-*
eu sei o motivo de tamanha inspiração, ahaha!

dá uma passada lá no meu?
http://lucasalmeida-f.blogspot.com/

beeijo :*

Tamires disse...

Obrigada, Dani.

Mas vindo de você nem é mais surpresa, né. Tá sempre por aqui mesmo ;p
Adoro-te.

Valeu, Lucas.

Mas nem é o que você pensa o motivo de tanta inspiração.

Beijos ;**

Regina Ribeiro disse...

Ah, o amor, oh coisinha mais gostosa de sentir, tudo muda e se transforma, tudo é bonito e bom..."apenas quem sente é capaz de decifrá-lo" está aí a síntese do que é o amor.

Beijos Lindaa...
Tudo de Bom

A menina dona do diário disse...

Mudei o link do meu blog... atualiza no painel #please ;)
http://daniellymeloescritos.blogspot.com

Postar um comentário